500 anos de Reinheitsgebot – A lei de pureza alemã fará 500 anos dia 23 de Abril de 2016. É tempo pacas pra você ainda não saber falar essa palavra, não? Então pra começar, o pessoal do Beercast ensinou e eu resumi aqui:

RA (ra – pronúncia de caRA, paRA, laRA) REIN

HEI (Hai – pronúncia igual a palavra Sim em Japonês) HEITS

GE (gue pronúncia de açouGUE, alberGUE) GE

BO (bo pronuncia igual de BOlo, BOla, BOnito ) BO

T (letra T mudo) T

Como podem ver nos comentários, até nisso a tal lei é contraditória e, dizem ali, que a pronúncia correta é Rainraitsgebot. Igual, mas diferente ?

Mas afinal, que lei é essa?

Como alguns cervejeiros começaram à utilizar ervas e adjuntos “tóxicos” (flor de papoula era uma delas) na fermentação da cerveja, o duque Guilherme IV da Baviera instituiu uma lei ainda sem “nome” que determinava, em linhas gerais, que só poderia ser usado na fabricação de cerveja ÁGUA, MALTE e LÚPULO. A levedura (fermento) só foi incluída depois, afinal até o século 19 não se sabia de onde vinha a fermentação e somente depois ainda a lei sem nome passou a ser chamada de “Exigência de Pureza” ou Reinheitsgebot.

E atualmente, existe ainda o “respeito” pela lei?

Apesar de muitas cervejarias (incluindo brasileiras) se gabarem por fazerem cerveja somente seguindo a Reinheitsgebot, o que acaba acontecendo é que, sem querer, acabam na verdade é desrespeitando-a, até porque se baseiam no fato de produzirem “cerveja pura conforme a lei alemã” e que, na verdade isso é apenas um pequeno parágrafo da lei, que reza muito mais sobre condições financeiras e de impostos da época.

Enfim, é bacana saber sobre a sua existência, sobre como falar a tal palavra e pelo simples fato de algo que perdura há 500 anos. Mas como bem sabemos a massificação de cervejas com adjuntos não maltados e os contra-rótulos das cervejas ditas puras lotados de conservantes e afins, só nos leva a uma conclusão: bebe a cerveja que você gosta e não se incomode com o gosto alheio. Até porque a lei não dá mais cadeia ?

Em abril a gente toma uma boa cerveja alemã pra comemorar!

Ein Prosit e bebam sem preconceito!

500 anos de Reinheitsgebot

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *