Cerveja e Charuto – O charuto tradicionalmente é harmonizado com bebidas com maior teor alcoólico, tal como o porto, uísque ou conhaque, devido a força e complexidade do charuto. Indicamos realizar a harmonização com cervejas mais encorpadas e evitar estilos mais leves tais como American Lager, Pilsen ou Weissbier, pois geralmente o charuto acaba se sobrepondo totalmente a cerveja.

Pessoalmente eu também não gosto da harmonização de charutos com IPAs. Amargor é considerado defeito grave nos charutos e realmente o amargor da cerveja dificilmente harmoniza com o charuto, em minha opinião. Especialmente porque as harmonizações com charuto se dão muito mais por semelhança e não por contraste.

plantação mata fina – crédito degustandocharutos

Já realizamos algumas harmonizações com charutos e cervejas e, ao contrário da harmonização com comida que acaba gerando um “elemento único” com a bebida, com o charuto acontece um efeito diferente, um ou outro elemento quase sempre se sobrepõe.

Realizamos algumas harmonizações nas quais os participantes se dividiam entre a “turma do charuto” e a “turma da cerveja” e notamos que quando a cerveja se sobrepunha, o pessoal da primeira turma apreciava mais a harmonização, enquanto que os degustadores de charutos não, pois mascarava o sabor do charuto, que para eles representava o elemento principal da degustação. O inverso também aconteceu, ou seja, os cervejeiros não apreciaram as harmonizações onde houve muita predominância do charuto.

Para a harmonização de hoje escolhemos o Dannemann Artist Line Robusto (Capa Escura), considerado um dos melhores charutos nacionais, com a cerveja Modern Dogma, ambos vencedores do troféu Charutando 2015 – ele como melhor charuto brasileiro e ela como melhor cerveja para harmonizar com charutos.

Cerveja e Charuto

Este charuto é feito a mão com seleção de tabaco Mata Fina, na cidade de São Félix – BA, que é a porta de entrada de uma região de cultura centenária de tabaco conhecida como Recôncavo. No coração desta região está a microrregião conhecida como Mata Fina.

Levemente picante, encorpado, muito aromático e saboroso. Notas terrosas, e excelente fluxo, considerado um charuto com fortaleza “médio para forte”.

A Modern Dogma é uma criação conjunta da paulistana Dogma com a Modern Times Brewing de San Diego, Califórnia. Imperial Mocha Porter com 9,0% de teor alcoólico, e 40 IBU (unidades de amargor). Também bem encorpada, leva adição de cacau e café brasileiros em sua receita. Notas de torrefação, café, caramelo e frutas secas.

A Modern Times enviou dois representantes ao Brasil para o desenvolvimento da cerveja: o mestre-cervejeiro Jacob McKean, e Amy Kroone, responsável pelos cafés. Estiveram no Brasil em agosto de 2015 para produzir as cervejas colaborativas, visitar fazendas de café e experimentar cervejas artesanais.

foto: AllBeers

A harmonização entre os dois foi muito feliz. Nenhum dos dois componentes se sobressaiu, e as notas torradas e carameladas da cerveja combinaram muito bem com o charuto, desde o início até o final da degustação, chegando ao último terço do charuto que concentrou notas mais intensas, acompanhadas pela cerveja que também evoluiu conforme a temperatura aumentou.

Esta foi uma harmonização para iniciados, recomendamos que iniciantes comecem com um charuto mais fraco e busquem também uma cerveja um pouco menos potente, aumentando a complexidade gradualmente.

Você compra esta e muitas outras cervejas CLICANDO AQUI 

Cerveja e Charuto

Plublieditorial 
Texto de Leandro Mani - Beer Sommelier da loja Tio da Cerveja
Cerveja e Charuto – dicas de harmonização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *