Aproveitando que o IPA DAY está nos holofotes e inspirado por um gráfico da Brewers Association, pensei: A cerveja Sour vai destronar a IPA? Com vocês Sour vs IPA!

A pergunta e a resposta é bem mais complexa que isto. O último ano da cerveja artesanal foi de dois dígitos, reivindicando 11% do mercado global de cerveja. Foi um grande marco, alimentado em grande parte pela popularidade das IPAs. Este gráfico que citei ilustra o quão consistente são as vendas do estilo amargo no ano, mesmo quando brigando com os lançamentos sazonais oportunos:

 

Todo mundo adora um vencedor. Como tudo o que popular, o estilo tem se dividido e multiplicado – no caso da IPA em Double IPAs, IPA com café, IPA com pimenta, IPA com chocolate, White IPA, Belgian IPA, Session IPA… Ufa!

Mas será que as Sours irão destronar as IPAs? Provavelmente não, mas é inegável o mercado que este estilo vem ganhando.

Novos ou antigos rótulos, Sours são amadas por muitos

Dizem por ai que o reinado do IPA está chegando ao fim e o próximo estilo de cerveja para ganhar nossos corações será a categoria relativamente nova de Sours. Nova pra nós, meros mortais, afinal em países com bagagem cervejeira, este estilo sempre existiu, mas aqui no Brasil até o ano passado não me lembro de alguém que tenha produzido Sour comercialmente, excluindo a Vivre pour Vivre da Falke, que teve produção bem modesta na época (2011) e pouca abrangência.

As “mães” do estilo: Belgas!

Hoje o bar que você costuma frequentar tem uma torneira fixa pra Sours. A loja de cervejas tem inúmeras opções importadas e nacionais de Sours.

Mas vamos pensar: a IPA hoje é a Pilsner (ou a American Lager) de ontem. A Sour um dia teria estra capacidade? Acho que não…

Sours são muito interessantes – e qualquer cervejeiro que se preze precisa dar-lhes uma chance. Elas não são muito carregadas de maltes e nem de lúpulos, mas são do tipo ame ou odeie. Sours não são para todos como a IPA é.

Opa! Espere um minuto! Quem aqui tomou IPA pela primeira vez e se apaixonou? Então IPAs não eram para todo mundo e, ao passar do tempo tornou-se a melhor coisa do mundo cervejeiro!

O que harmoniza com Sour? Queijos azuis, feta, frutas ácidas e muito mais!

O mercado está sendo inundado de Sours, mas ter visões de um fim apocalíptico das IPAs é um pouco prematuro. O que pode muito bem estar em declínio é a tendência para as variantes intermináveis ​​sobre a IPA, em vez de o próprio estilo. Sour está bombando, e isto é uma novidade. A grande coisa sobre cervejar – com o seu ciclo de fabricação, consumo e feedback – é que vai mostrar a que a Sour veio. Uma vez li que a Way Beer (fabricante das por mim adoradas Sour Me Not) recebe constantemente e-mails reclamando da “cerveja estragada” ou que “comprei cerveja com sérios problemas”… Enfim a conclusão disto tudo está longe do fim.

Série Sour Me Not da Way Beer – Quase não gosto…

Produzir Sour demanda tempo, experiência, estudos profundos e grande dificuldades com contaminações e outros fatores técnicos, bem diferente de uma IPA. Claro que a arte de se fazer BOAS IPAs é inegável, como também é inegável a maior dificuldade com BOAS Sours. Mas trocando em miúdos pra você, caro leitor, uma IPA “se corrige com mais lúpulo” e uma Sour se corrige jogando fora.

A “onda Sour” tomou o mundo!

Por fim, o estilo Sour vai travar batalhas épicas pelo seu copo, com quem quer que seja. Os bons vão ficar e as oportunistas irão desaparecer, o que é bom.

Mas me conta ai: quem é a nova IPA? Vai existir este dia? Eu duvido. Ou não.

Quer umas dicas? VEJA AQUI uma coletânea de artigos sobre Sours.

Saúde!

Sour vs IPA – A cerveja Sour vai destronar as IPAs?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *